Nômade digital: O que é e como se tornar um

Entenda o que é o nômade digital e dê seu primeiro passo.

O nômade digital é o indivíduo que faz uso da tecnologia para fazer seu trabalho de forma remota, saindo assim daquela rotina de escritório. Para isso, basta que ele tenha um laptop e conexão com a internet.

 

Embora isso pareça um sonho muito distante ou dê a impressão de uma realidade na qual trabalha-se pouco e ganha-se bem, não é tão simples assim. Alguns dos elementos essenciais para que uma pessoa se torne nômade digital podem parecer simples de cara, mas a experiência da vida nômade pode ser mais complexa do que parece.

 

Essas são as cinco principais características da vida de um nômade digital:

Tecnologia

Para virar um nômade digital, você terá que fazer da tecnologia a sua aliada!

 

Para fazer o seu trabalho, você vai precisar de um computador e de conexão com a internet. Isso vai te dar mais autonomia e a possibilidade de começar a se afastar do dia a dia do escritório, conseguindo entregar suas tarefas sem tem de estar todos os dias lá. Com isso, suas interações ficarão reduzidas, passando a acontecer através da internet e não mais pessoalmente. Mas não pense que isso vá prejudicar o seu trabalho.

 

A boa notícia é que você pode adaptar até mesmo aquelas atividades que exigem um acompanhamento mais próximo e individualizado, fazendo um contato semanal por vídeo, por exemplo.

 

As vídeo conferências estão se tornando uma prática cada vez mais adotada em todos os segmentos já que com elas o tempo é mais bem aproveitado e há uma redução de custos com locomoção e acomodação.

 

Sem Título:Users:fabioelbeck:Downloads:video-call-2942368_1920.png

Trabalho remoto

Um nômade digital precisa ser capaz de fazer o seu trabalho de qualquer lugar! Ele não precisa mais estar em um escritório, ir e vir todos os dias e ter sua mesa tomada por fotos e decorações para tentar tornar aquele espaço um lugar mais agradável e menos “trabalho”.

 

Muitos conseguem conciliar o trabalho com viagens pelo mundo, trabalhando de frente para o mar na Tailândia, por exemplo, surfando nos intervalos e batendo um papo com pessoas de todo o mundo. Já os menos adeptos do chinelo de dedo podem ter a experiência de viver em grandes cidades cosmopolitas ou em pequenos vilarejos pitorescos, trabalhando e sentindo realmente como a vida é nesses lugares.

Horários flexíveis

Uma das belezas do trabalho remoto é poder acordar a hora que quiser, ir ao banco no horário comercial se precisar, e não mais se atrasar e precisar inventar desculpas pro chefe!

 

É claro que comprometimento e disciplina são as palavras-chave aqui, já que você terá de adaptar sua rotina aos prazos do seu trabalho, mas poder se programar para trabalhar na hora em que você é mais produtivo faz toda a diferença!

 

Foco

O trabalho remoto exige mais organização e produtividade para que você possa cumprir com todos os seus compromissos, afinal, em casa você precisa dividir sua atenção com tudo ao seu redor: filhos, cachorros, parceiro e tudo mais que pode tirar o seu foco.

 

Para lidar com essas distrações do trabalho em casa, além da disciplina mencionada acima, é importante que todos saibam que você está trabalhando, assim as interrupções acontecem com menos frequência.

 

Outra dica é: quando se propuser a fazer algo, comece e termine, seja produtivo e esteja determinado a otimizar processos, assim você agiliza todas as suas tarefas do dia.

 

Sem Título:Users:fabioelbeck:Downloads:business-3190209_1920.jpg

Priorização

Aqueles que têm um trabalho remoto precisam saber o que é realmente importante e as prioridades de prazo ou urgência. As tarefas do dia precisam ser bem definidas e organizadas em ordem de prioridade. Você precisa saber o que tem de ser feito primeiro e o tempo que vai levar para realizar cada uma das atividades, assim não haverá atrasos.

 

Por não estar fisicamente presente e não haver cobrança diárias, sua palavra é tudo o que você tem. Ou seja, quando você se compromete a entregar uma tarefa, as pessoas confiam na sua palavra e esperam que a tarefa seja realizada dentro do prazo. Muitos problemas podem surgir caso essa confiança seja quebrada e você poderá até perder seu cliente ou o seu trabalho remoto.

 

Agora que você já sabe o que é ser um nômade digital e o que precisa para se tornar um, está na hora de saber com o que você pode trabalhar para virar um nômade digital e quais as ferramentas essenciais de um nômade digital.

Por Fabio El Beck, Nomade Digital, Palestrante, Mentor, Redator e Parceiro de Contéudo do CEO do Futuro

Conteúdo relacionado

document.addEventListener('wpcf7mailsent', function( event ) { location = 'https://ceodofuturo.org.br/obrigado/'; }, false );