Visão de Futuro – Turma 30

No primeiro encontro do Programa Academia de Talentos, nosso palestrante Sérgio Gomes faz com que os ICFers reflitam sobre sua Missão, Visão e Valores. E como no CEO do Futuro sempre trabalhamos com teoria e prática nossos jovens são convidados a escrever sua Visão de Futuro para 5 anos através de uma entrevista para uma revista de grande circulação para compartilhar suas conquistas. Depois de escrever, todos compartilham seus textos e um é escolhido.

A turma 30 escolheu o artigo do Douglas, que reproduzimos a seguir.

Dois mil e vinte e quatro está sendo um ano tranquilo, agora que já cheguei no cargo que almejava há tanto tempo: Head de B.I.

Acredito que queria tanto esse cargo, mas não apenas pelo status que traria pra mim, e sim pelas pessoas que consigo influenciar com esse status. Na semana passada, por exemplo, saí numa capa dessas revistas que adoram babar ovo de diretores por aí. O motivo? Ser o menino (sim, aos 26 ainda sou menino. Me considero novinho) negro mais jovem a assumir um cargo de liderança dentre os maiores grupos publicitários do país. Mas isso nem é por mim. Imagina quantos outros meninos negros eu estou influenciando agora? Sem contar que na minha equipe, mais da metade são mulheres e homens negras e negros.

Alguns vão me chamar de partidário ou muito parcial. Eu? Chamo de reparação histórica.

Por Douglas de Oliveira, estudante de Publicidade e Propaganda e ICFer da Turma 30.

Conteúdo relacionado

document.addEventListener('wpcf7mailsent', function( event ) { location = 'https://ceodofuturo.org.br/obrigado/'; }, false );